PUBLICIDADE


Polícia vai indiciar motorista por ter matado a ex e escondido o corpo em geladeira por não aceitar o fim do relacionamento

A polícia não revelou o nome do suspeito, ele teria negado que cometeu o crime.

Nesta segunda-feira (20), a Polícia Civil noticiou que irá indiciar o motorista de aplicativo de 26 anos por crime de feminicídio e ocultação de cadáver, o homem teria matado a ex-namorada que conheceu há 4 meses por um aplicativo de WhatsApp e escondido seu corpo em uma geladeira.

PUBLICIDADE


A polícia não revelou o nome do suspeito, ele teria negado que cometeu o crime, no entanto, os registros das câmeras de segurança juntamente com o depoimento das testemunhas levaram a polícia a concluir que o jovem de 26 anos é o autor do crime contra Elisângela Vesperman de Souza de 30 anos.

De acordo com informações esse teria sido o primeiro crime onde o autor negou o feminicídio, mas as investigações mostraram que a jovem Elisângela foi morta no último dia 8 de julho, e que o homem de 26 anos teria ficado o dia todo em frente à lanchonete onde a mulher trabalhava nesse dia.

O jovem teria ido até a casa de Elisângela juntamente com ela, e depois saiu de lá portando uma mala e Elisângela desapareceu.

PUBLICIDADE


O casal teria se conhecido há quatro meses através do aplicativo do WhatsApp e a motivação do crime seria porque o jovem de 26 anos estava inconformado com o fim do relacionamento.

Elisângela chegou a registrar na polícia um B.O. contra o acusado, mas ele chegou a ameaçar tirar a própria vida caso ela terminasse o namoro com ele. O corpo de Elisângela foi encontrado dias depois dentro da geladeira da casa.

PUBLICIDADE


 

Autor