PUBLICIDADE


Roger Abdelmassih, condenado por abusos contra pacientes, é atacado por outro preso cujo a irmã também foi vítima de abuso sexual

De acordo com informações do portal G1, a irmã deste homem teria sido vítima de estupro recentemente e ele teria se revoltado contra o ex-médico.

O ex-médico Roger Abdelmassih, condenado por múltiplos crimes sexuais cometidos contra suas próprias pacientes, foi atacado por outro preso enquanto estava recebendo atendimento médico no Centro Hospitalar do Sistema Penitenciário.

PUBLICIDADE


Segundo informações, o homem que o atacou teria motivos pessoais para o crime. De acordo com informações do portal G1, a irmã deste sujeito teria sido vítima de estupro recentemente e presidiário teria se revoltado contra o ex-médico.

O preso, que não teve a identidade divulgada, estava no hospital para receber atendimento por uma fratura no fêmur e, ao saber da presença do ex-médico, conseguiu se infiltrar na ala em que ele estava internado. Roger não ficou ferido.

O homem avançou contra Abdelmassih e tentou atacá-lo com as mãos, mas foi contido. A vítima passou por exame de corpo de delito, mas nenhum ferimento foi identificado. Ele retornou ao sistema penitenciário depois de ter a prisão domiciliar revogada.

PUBLICIDADE


Condenado a 173 anos de prisão pelos crimes sexuais cometidos durante a prática da profissão, Abdelmassih é acusado de já ter fingindo doença para escapar da pena. Para a prisão domiciliar, sua defesa alegou que ele é do grupo de risco da Covid-19.

Roger será levado para o presídio de Tremembé onde cumprirá o restante da pena, mas depende de liberação do hospital. O presidiário que o atacou não teve a identidade revelada e também não ficou claro quais serão os procedimentos tomados agora contra ele pela tentativa de homicídio.

PUBLICIDADE


Autor