PUBLICIDADE


Será que não funciona? Vacina da Rússia contra a Covid-19 é questionada por cientistas

Especialistas alegam que os dados sobre esta vacina não esclarecem todas as dúvidas, por isso é preciso tomar cuidado.

A vacina da Rússia contra a Covid-19 foi lançada como sendo a primeira em todo mundo. Chamada de Sputnik V, o medicamento que era para ser recebido com alegria, acabou gerando desconfiança em especialistas do mundo todo.

PUBLICIDADE


Cientistas de várias universidades pelo mundo resolveram se unir e assinaram uma carta aberta onde questionam o estudo sobre a Sputnik V, questionando se esta vacina realmente teria alguma eficiência contra o novo coronavírus.

Esse estudo feito pelos cientistas inclusive já foi publicado na The Lancet, uma renomada revista científica e trouxe ainda mais polêmica para a questão, pois as pessoas não sabem se devem ou não acreditar na vacina russa que promete ser a melhor forma de se proteger da Covid-19.

Um professor de biologia nos Estados Unidos, que também faz parte deste grupo de cientistas que questiona a vacina russa, deu uma entrevista recentemente e disse que ‘existem padrões muito estranhos nos dados’. Enrico Bucci afirmou que alguns valores estão duplicados e isto não poderia acontecer.

PUBLICIDADE


Para facilitar a compreensão dos leigos, Bucci explicou que é como se alguém jogasse um dado várias vezes e sempre saísse a mesma sequência de números, o que é muito difícil de acontecer.

Um cientista envolvido no desenvolvimento da Sputnik V disse que não responderia aos colegas, mas garantiu que não houve nenhum erro nas informações sobre a vacina russa.

PUBLICIDADE


A Rússia já avisou que o primeiro lote de sua vacina contra a Covid-19 já foi liberado para a população, mas não informou quando a aplicação em massa terá início. Uma versão adaptada para crianças desta vacina também será produzida.

 

Autor