PUBLICIDADE


Taís Araújo se manifesta após vídeo de cabeleireiro viralizar por acusações de racismo: ‘me tirou o chão e a voz’

Atriz costumava ser cliente assídua junto com outras famosas e afirmou que "não pode passar a mão na cabeça".

Taís Araújo foi uma das várias artistas negras a ser cobrada por um posicionamento acerca da polêmica envolvendo Wilson Eliodorio, cabeleireiro acusado de racismo nas redes sociais. Um vídeo problemático acabou viralizando.

PUBLICIDADE


O vídeo foi gravado durante um evento onde Wilson participava apresentando um novo produto. Enquanto demostrava o produto no cabelo da modelo Mariana Messaqui, Wilson fez declarações de teor racistas.

https://www.instagram.com/p/CEWqkCYnBAL/

Ao pegar nos cachos de Messaqui, ele afirma “filhote de patrão” e ainda conclui “patrão comeu e gerou isso”. Depois, ele se direciona aos cabelos de outra modelo, Ruth Morgan, exaltando seus cachos dizendo que o cabelo de Morgan era “bom”, em comparação ao crespo da outra modelo.

PUBLICIDADE


https://www.instagram.com/p/CEcpwgsgySp/

Sem negar ser próxima de Eliodorio, a Taís Araujo afirmou que não pode “passar a mão na cabeça”. A atriz diz ter se sentido diretamente afetada pelo vídeo e comportamento do colega por ser ela mesma uma mulher negra.

PUBLICIDADE


A atriz então cobra que Wilson seja responsabilizado por seus atos e estende sua solidariedade às modelos que aparecem no vídeo. Outras famosas também se manifestaram em comentários na publicação e aplaudiram o posicionamento da atriz.

Eliodorio chegou a publicar um vídeo nas redes sociais pedindo desculpas pelo caso. No vídeo, ele se identifica como um homem negro e afirma que precisa aprender com o episódio. Porém, as reações não foram muito positivas. Wilson é um nome badalado entre as famosas e considerado um “expert” em cabelos crespos e cacheados.

Autor