PUBLICIDADE


Três pessoas morrem depois de serem atingidas por raio; criança que estava no colo sobreviveu

Cerca de 15 pessoas foram surpreendidas por um temporal em Oriximiná, no Pará. O grupo participava de uma reunião do projeto Pé de Pincha.

Cerca de 15 pessoas foram surpreendidas por um temporal em Oriximiná, no Pará. O grupo participava de uma reunião do projeto Pé de Pincha, que conta com o envolvimento de vários membros das comunidades locais.

PUBLICIDADE


O projeto trabalha na preservação dos quelônios da Amazônia. Essa ordem de animais agrupa tartarugas e outras espécies. As pessoas estavam a beira de um rio quando os ventos intensos tiveram início.

Antes de conseguirem se proteger, um raio acabou atingindo pelo menos quatro pessoas. Josélia Evangelista, Ana Maria Pinto e Érlison Vieira não sobreviveram à descarga elétrica. Testemunhas acionaram o Samu, mas já era tarde.

Mesmo tendo acionado a emergência, moradores colocaram as vítimas em uma lancha e partiram em direção à cidade. No meio do caminho, encontraram a lancha do Samu e foi realizada a transferência. Os procedimentos de reanimação foram realizados, mas as vítimas já estavam mortas.

PUBLICIDADE


Os socorristas então tomaram conhecimento de que uma criança também havia sofrido com a descarga elétrica mas tinha ficado em casa porque não apresentava sintomas. Assim, o veículo retornou para a comunidade a fim de buscá-la.

PUBLICIDADE


A criança foi levada até o hospital municipal e teve alta depois de passar por alguns exames. Não foram divulgadas informações sobre sua idade, mas ela estava no colo de uma das vítimas fatais no momento da descarga elétrica.

De acordo com observação do Grupo de Eletricidade Atmosférica, nos últimos 19 anos, Oriximiná foi considerado o segundo município com maior incidência de raios do estado.

Autor