PUBLICIDADE

‘Vai morrer abraçada à Jairinho?’ perguntou advogado de Monique, mãe de Henry

O advogado a questionou.

O caso do menino Henry Borel continua a gerar uma grande repercussão nas redes sociais. A criança de apenas 4 anos de idade passou os seus últimos momentos de vida ao lado da mãe, Monique Medeiros, e do padrasto, o vereador e médico, Jairo Souza, mais conhecido como Dr. Jairinho.

PUBLICIDADE

Um laudo realizado pelo IML (Instituto Médico Legal) apontou que Henry morreu devido a diversas lesões gravíssimas que foram encontradas em seu corpo, causando uma hemorragia internada.

Desde então, as autoridades têm trabalhado incansavelmente para encontrar respostas na morte do garoto. E diante disso, anunciaram a prisão de Monique e de Jairinho. Os dois são acusados de atrapalharem às investigações e são os principais suspeitos de ter matado a criança.

Após Monique ter sido presa, ela assumiu uma nova defesa, deixando de ser defendida pelo o mesmo advogado que Jairinho. Um de seus novos advogados chegou a perguntar para ela se ela gostaria de morrer abraçado com Jairinho. A frase foi proferida por Hugo Novais.

PUBLICIDADE

A frase foi dita por ele com a intenção de encorajar Monique a assumir uma nova defesa.

Mensagens trocadas entre a mãe de Henry e o vereador revelam que ela demonstrou preocupação em ser defendida pelo mesmo advogado que Jairinho e chegou até mesmo a dizer que estava embrulhada com tantos comentários sendo ditos sobre ela.

PUBLICIDADE

A nova defesa de Monique afirma que irá trabalhar com a verdade.

Autor