PUBLICIDADE


Vídeo: pastora causa polêmica ao dizer durante culto para ‘meter a mão na cara e pisar no pescoço’

Os fiéis ficaram perplexos quando a pastora disse o que eles deveriam fazer em certas ocasiões.

Começou a circular nas redes sociais um vídeo em que uma pastora diz que os filhos que enfrentam os pais devem receber um duro castigo. Por isso merecem “uma mão na cara e uma pisada no pescoço”.

PUBLICIDADE


A forma dura como a pastora se referiu a esses filhos acabou causando polêmica não só entre os fiéis que acompanhavam o culto, como também entre pessoas de todo o Brasil que se mostraram chocadas com a declaração dada por ela.

A pastora Adriele da Silva Ota é da Assembleia de Deus e estava em um culto em São Paulo quando fez a declaração polêmica em setembro. Entretanto, só agora as imagens viralizaram nas redes sociais.

Ela chegou a conversar com o portal UOL e garantiu que esta frase foi descontextualizada, pois jamais seria capaz de incitar a violência.

PUBLICIDADE


Depois de nove anos como pastora, Adriele agora se vê diante de um dos momentos mais difíceis de sua trajetória, pois começou a ser duramente criticada pelos internautas. Ela é da comunidade do Tijuco Preto, zona leste de São Paulo e nunca havia passado por algo assim.

Um fiel estava gravando o culto e revoltado com a fala da pastora, resolveu compartilhar o vídeo na web, mas Adriele garante que tudo isso foi um mal-entendido.

PUBLICIDADE


Segundo a pastora, ela fala dessa forma para que a população entenda e que não seria capaz de mandar um pai ou mãe agredir os filhos. Apesar dela ganhar o apoio de alguns internautas, muitos criticaram e disseram que ela não deveria falar assim.

Autor