PUBLICIDADE


Alerta: crianças têm alta carga viral do coronavírus; elas podem infectar mais do que adultos

É um grande erro pensar que as crianças não oferecem risco de transmissão do coronavírus, aponta estudo.

Um estudo realizado pela Escola Médica da Universidade Harvard, nos Estados Unidos, mostrou que as pessoas estão subestimando o potencial de disseminação do coronavírus pelas crianças.

PUBLICIDADE


Diferente do que muitos pensam, esse novo estudo apresenta sólidas evidências de que as crianças são até mais contagiosas do que os adultos, mesmo quando apresentam somente alguns sintomas mais leves.

Essa pesquisa foi submetida ao “Journal of Pediatrics” e contou com a participação de renomados pesquisadores do Hospital Geral de Massachusetts, entre outros. Quase 200 pessoas foram avaliadas, com idades de 0 a 22 anos, sendo que 49 estavam infectados pela Covid-19.

Metade dessas pessoas estava com febre, um sintoma que é facilmente confundido com outras doenças e alergias. Desse total, 53% frequentavam a escola, enquanto outros 18 estavam com a Síndrome Inflamatória Multissistêmica Pediátrica, que é uma complicação que aparece nas crianças com Covid-19.

PUBLICIDADE


Os pesquisadores encontraram nas crianças na fase inicial da doença, níveis de carga viral do coronavírus mais altos do que nos adultos que já se encontravam internados em UTI. Vale ressaltar que o alojamento do coronavírus nas vias aéreas é comprovadamente um dos principais meios de transmissão.

Os envolvidos nesta pesquisa acreditam que no início desta pandemia causada pelo coronavírus, muitos cometeram o erro de considerar as crianças como não sendo responsáveis por boa parte da transmissão do vírus.

PUBLICIDADE


Alguns países até reabriram as escolas acreditando que as crianças transmitiam menos a Covid-19, o que não é verdade, segundo este novo estudo. Para os cientistas, é preciso tomar todos os cuidados para evitar a transmissão do coronavírus, independente da idade.

 

Autor