PUBLICIDADE


Especialistas estão desconfiados da vacina contra o coronavírus que será lançada pela Rússia

O mundo espera ansioso por uma vacina que seja capaz de barrar o avanço da pandemia.

Várias empresas farmacêuticas estão desenvolvendo vacinas contra o coronavírus e os testes continuam sendo realizados para que o medicamento apresente eficácia contra a Covid-19, além de oferecer total segurança às pessoas.

PUBLICIDADE


Mas especialistas estão desconfiados da vacina da Rússia contra o coronavírus, pois acham que o país está andando depressa demais na disponibilização do medicamento. Outro motivo para toda esta desconfiança é que não há transparência nos dados relacionados aos testes feitos.

A Rússia já avisou que em breve dará início à vacinação em massa, sendo que o medicamento foi desenvolvido pelo Instituto Gamaleya, só que especialistas alertam que ainda está em fase 2 de ensaios clínicos e precisaria de mais tempo para ter certeza que realmente está tudo pronto para ser aplicado nas pessoas.

A bióloga brasileira, Natália Pasternak, que é pesquisadora do ICB-USP, disse que está faltando transparência por parte da Rússia e que tal atitude não é bem vista pelos cientistas do mundo todo.

PUBLICIDADE


Natália explicou que as empresas farmacêuticas que estão desenvolvendo uma vacina contra a Covid-19, estão comprometidas com a transparência, diferente do que a Rússia tem feito, já que ninguém sabe nada sobre a tecnologia empregada no medicamento.

A Anvisa – Agência Nacional de Vigilância Sanitária, é responsável pela regulamentação dos medicamentos, vacinas, e produtos comercializados no Brasil. A Agência é rigorosa na aprovação de novos medicamentos e precisará ter acesso a todos os dados para aprovar futuramente a distribuição da vacina russa no território nacional.

PUBLICIDADE


 

Autor