PUBLICIDADE


Nada de regras: casal explica porque deixa os filhos passarem mais de 12 horas jogando videogame e dormir de madrugada

Os dois são pais de Gabriel, de 13 anos, e Zachary, de 9. Eles não acreditam que o "não" seja suficiente para ensinar aos filhos.

Quando você pensa em crianças, provavelmente também pensa em regras e obrigações. Mas a verdade é que nem todos os pais acreditam que seus filhos precisam de regras. Como, por exemplo, os ingleses Kerry e Kevin Davies.

PUBLICIDADE


O casal acredita que está tornando os filhos “pessoas melhores” ao ensinar mais sobre consequências do que sobre regras. Os dois são pais de Gabriel, de 13 anos, e Zachary, de 9. Eles não acreditam que o “não” seja suficiente para ensinar aos filhos.

Kerry e Kevin acreditam que ao dar liberdade para as crianças, conseguem estimular que eles se tornem independentes. A única obrigação dos meninos é lidar com as consequências de seus próprios atos, o que os pais fazem questão de ensinar.

A liberdade se reflete nas atividades diárias das crianças, explica a mãe. Os meninos não tem hora para dormir ou fazer as lições da escola, mas devem fazer. As guloseimas não ficam escondidas, mas sim em uma gaveta ao alcance dos dois.

PUBLICIDADE


O casal se orgulha dos resultados. De acordo com Kerry, os meninos são responsáveis com seus próprios compromissos. Acordar cedo para fazer as lições, por exemplo, é responsabilidade deles. Os pais acreditam que assim estão criando “adultos melhores”.

O estilo de criação adotado por Kerry e Kevin é um pouco diferente do habitual e eles reconhecem que muitas pessoas se chocam, mas garantem que os meninos estão, sim, sendo educados em casa.

PUBLICIDADE


Autor