PUBLICIDADE

Imagens microscópicas mostram ‘tentáculos’ em células infectadas pelo novo coronavírus

Esses são tentáculos que "facilitam" o vírus tanto a se agarrar nas células infectadas quanto saltar de uma célula para outra.

O novo coronavírus já se tornou um marco histórico, afinal de contas trata-se do causador de uma pandemia que mobilizou autoridades e cientistas do mundo todo em torno de um único assunto. Mas a verdade é que as descobertas estão sendo feitas aos poucos.

PUBLICIDADE

Cientistas descobriram recentemente, por exemplo, que as células humanas infectadas pelo vírus desenvolvem uma espécie de tentáculo. Essa mutação está sendo vista como um fator que pode facilitar a transmissão da doença.

Essa pode ser aparentemente uma descoberta sem grande relevância, mas a verdade é que esse tipo de revelação também impacta a maneira como os cientistas conduzem suas pesquisas no sentido de criar vacinas e medicamentos.

PUBLICIDADE

Uma pesquisa nova observou uma mutação incomum nas células infectadas pelo vírus. A nível microscópico, foram observadas “protuberâncias”, semelhantes a tentáculos que podem ser um dos motivos pelos quais o vírus se espalha tão rapidamente.Esses são tentáculos que “facilitam” o vírus tanto a se agarrar nas células infectadas quanto saltar de uma célula pra outra. A descoberta foi feita por pesquisadores do Instituto Europeu de Bioinformática do Laboratório Europeu de Biologia Molecular. O professor Pedro Beltrao explicou a descoberta à BBC.

Esses “tentáculos” não são exclusivos do coronavírus, já foi observado em outros vírus, mas é algo que não vinha sendo cogitado por pesquisadores até agora. Os pesquisadores agora acreditam que esses “tentáculos” possuem grande relevância no processo de contaminação.

PUBLICIDADE

Uma das coisas mais impressionantes relacionados a esse estudo são as imagens feitas das células. Com riqueza de detalhes, as imagens mostram claramente as protuberâncias narradas pelos cientistas.

O esforço de entender como o vírus se comporta no interior do corpo humano é justificado porque essa é a única forma de encontrar substâncias que realmente vão funcionar de forma eficaz contra o vírus. Essas descobertas estão indo exatamente nesta direção de maneira muito eficiente.

Autor